• Danielle Laís

Entenda como acontece a coloração do chopp

Além da boca, quando falamos de chopp, bebemos com os olhos também!

A imagem que vemos do que estamos tomando tem grande influência sobre o sabor que estamos sentindo, e é por isso que o mercado cervejeiro investe em colorações cada vez mais interessantes e diferentes para as cervejas e os chopps.

Além da cor e da aparência geral do chopp, existem outros detalhes que devem ser observados na degustação de um chopp, como o sabor, o aroma e a textura (sentida pela boca). Esses fatores são influenciados pelo teor alcoólico, pelo malte e pelo lúpulo presente em cada receita.

No artigo de hoje, vamos nos aprofundar nos estudos da cor da nossa bebida favorita. Pegue o seu chopp e venha com a gente!


De onde surgiu a cor do chopp?

O que define a coloração do chopp é, principalmente, a mistura dos ingredientes em cada receita, de acordo com o tipo de malte e o grau de torrefação – que além de afetar na cor, muda o sabor.

O equilíbrio que existe dentro desses processos é muito necessário, e requer experiência e conhecimento na fabricação do chopp.

Apesar desses detalhes serem os principais que afetam na cor do chopp, outros também podem influenciar na cor da bebida, deixando o chopp mais claro ou escuro. O fermento, as frutas ou outros ingredientes, a fervura, o resfriamento, a caramelização, a clarificação e mesmo o uso de corantes naturais podem ser usados e alterar a colocação do chopp, libertando a criatividade dos cervejeiros.

O processo de fabricação é realmente interessante, pois diversas cores podem ser criadas para o chopp. Amarelo palha e translúcido, dourado, o famoso âmbar da Pale Ale e o preto fosco.


Escalas de cores

A medida da coloração do chopp acontece em duas escalas, uma europeia que leva o nome de European Brewing Convention (EBC) e outra americana, a Standard Reference Method (SRM).


European Brewing Convention (EBC)

Segundo a classificação da EBC, o Chopp Pilsen ou Chopp Claro tem menos de 20 unidades de EBC, já o Chopp Escuro é uma bebida com 20 ou mais unidades de EBC.

A escala é aplicada pela legislação brasileira, de acordo com o malte, cerveja ou chopp.


Standard Reference Method (SRM)

Já o SRM é feito de acordo com a espectrofotometria. O nome é difícil, mas serve para definir um processo que mede a absorção de luz em comprimento de ondas. Os valores de SRM valem 40% da escala europeia, o que significa que, 4 unidades de SRM equivalem a 10 unidades de EBC.


Porém, mesmo com a organização das escalas, o que é alcançado normalmente é apenas uma estimativa da cor de acordo com o volume de mosto e na quantidade e composição do malte.

Essa conta complexa é feita pelos metres cervejeiros com calculadoras que calculam as unidades de cor do malte, utilizando também softwares cervejeiros para medir a coloração da bebida.

O trabalho para alcançar a cor correta do seu chopp e grande! Mas vale a pena para te proporcionar as melhores experiências com a bebida que você está tomando. Afinal, como já comentamos no início, tudo faz parte da degustação da sua bebida favorita, tornando o momento ainda mais especial para você.


Gostou do artigo de hoje? Esperamos que você tenha entendido melhor como funciona a coloração dos chopps! Agora você está ainda mais pronto para ser o especialista cervejeiro da sua roda de amigos.

3 visualizações

© BLACK CHOPP - Todos os direitos reservados. Cnpj: 18.202.628/0001-35

romper
Logo ROMPER publicidade